Nuno Garoupa

Artigos de Opinião Publicados na Imprensa. Blog Directory - Blogged

A minha fotografia
Nome:
Localização: Fort Worth, Texas, United States

segunda-feira, julho 03, 2006

Artigo na Dia D do Público (3 Julho 06)

A Democracia dos Senhores Professores
Nuno Garoupa

Quando comparada com a Europa e América do Norte, uma das coisas que mais surpreende na sociedade portuguesa é a importância dos senhores professores, não só dos catedráticos, mas de qualquer indivíduo que pode dizer que é professor numa dada universidade. Não me refiro apenas ao uso quotidiano dos dr. ou prof. (e as múltiplas variações, prof. dr., prof. doutor, todas com ou sem senhor como prefixo); na verdade, parece que o primeiro nome de cada português é o seu título académico. Falo da presença sobredimensionada dos senhores professores nos altos cargos da Nação, no Governo, na altas chefias da administração pública, nas empresas públicas, nos institutos públicos, nos mais variados grupos de trabalho, mesmo na comunicação social. Falo ainda da necessidade dos nossos fazedores de opinião e dos nossos políticos terem que apresentar-se como professores universitários para ganhar credibilidade. Em contrapartida, o êxito empresarial, artístico ou desportivo não oferece nem garante prestígio semelhante.

Durante muitos anos vivemos a Ditadura dos Senhores Professores uma vez que o Estado Novo recrutou a sua elite nas universidades. Não houve ilustre professor de Direito ou de Economia que não tenha passado pelo Governo ou pelos mais altos cargos da administração pública. Surpreendentemente o 25 de Abril não alterou esta tradição. Os militares voltaram para as casernas, os padres voltaram para as igrejas, mas os professores não voltaram para as universidades. E assim vivemos os últimos trinta anos na Democracia dos Senhores Professores.

Uma das consequências desta peculiaridade da sociedade portuguesa foi a destruição da independência, da investigação científica e da qualidade académica, de forma mais visível nas ciências sociais (que segundo alguns foram perseguidas no Estado Novo, coitadas, como se as ciências sociais fossem de esquerda) e nas ciências humanistas onde o nosso atraso é realmente preocupante (os indicadores de publicações a nível internacional nas ciências sociais e humanistas é miserável ainda hoje e deprimente quando comparado com as ciências exactas). Os senhores professores não têm tempo para fazer investigação porque estão a desempenhar os mais variados cargos políticos e administrativos ao serviço da Nação.

Contudo o mais grave é a selecção adversa que gerou ao longo de mais de cinquenta anos. Muitos querem ser senhores professores não para fazer investigação científica ou para melhorar o ensino universitário, não para participar no competitivo mercado académico internacional, mas para servir a Nação nos mais variados cargos políticos e administrativos. Não está em causa a nobreza de servir a Nação na política ou na administração, mas de utilizar a academia como plataforma ou local de passagem entre dois cargos.

Poder-se-ia dizer que sacrificamos a qualidade e a independência da academia para termos uma classe política de grande qualidade e alto capital humano. Infelizmente não é esta a percepção dos portugueses. E dados os problemas económicos e sociais que temos em Portugal neste momento, não me parece despropositado concluir que a Democracia dos Senhores Professores não foi nem é a melhor resposta para este mundo globalizado em que vivemos. O problema está em que cada vez mais os altos cargos da administração do Estado requerem um conjunto de competências que não são em geral apanágio dos senhores professores nem uma característica da formação no mundo académico. Desde logo porque a academia não é o espaço mais adequado para desenvolver um espírito empreendedor ou para favorecer uma gestão de riscos.

Muitos falam da reforma da universidade em Portugal. Sem dúvida que precisamos dessa reforma. Mas eu gostaria de pensar que essa reforma vai também trazer o fim da Democracia dos Senhores Professores e o regresso dos académicos à universidade.

Blog Directory - Blogged