Nuno Garoupa

Artigos de Opinião Publicados na Imprensa. Blog Directory - Blogged

A minha fotografia
Nome:
Localização: Fort Worth, Texas, United States

quinta-feira, janeiro 20, 2011

Inverdades sobre o Euro (J. Neg. 20 Jan. 2011)

Inverdades sobre o Euro

A adesão à moeda única foi uma decisão política, e não económica. Obedeceu a um projecto político, e não a qualquer teoria económica ou imperativo científico. Foi uma escolha da elite política portuguesa mandatada com o voto popular. Contudo, para furtar-se à prestação de contas e ao debate democrático, o poder político disse que era tudo conversa dos economistas. A comunicação social portuguesa ajudou na farsa.

quinta-feira, janeiro 06, 2011

Reflexões do Dia de Reis: Presidenciais, Justiça e Euro

Reflexões do Dia de Reis: Presidenciais, Justiça e Euro

Nos anos 90, desde o momento em que se falou da possibilidade da moeda única até ao nascimento do euro, muitos economistas europeus chamaram a atenção para os problemas que hoje conhecemos: os choques assimétricos, as consequências económicas e financeiras de uma zona monetária subóptima, a perda de graus de liberdade nas políticas macroeconómicas. Infelizmente raramente foram ouvidos na comunicação social portuguesa (não foi assim fora de Portugal, mas então não estavam a internet nem os blogs). Em Portugal, a imprensa "macia" e "suave" deu voz aos economistas do regime que nunca viram problemas com o euro nem com o endividamento externo da nossa economia para financiar uma produtividade baixa. A convergência nominal resolvia tudo, a convergência real era induzida pela união monetária - lembram-se? Desde as sinecuras bem remuneradas pelo regime pontificam agora os mesmíssimos economistas que o euro não vai morrer, juram que os alemães e os franceses vão resolver tudo mais cedo ou mais tarde, defendem que as reformas faz-de-conta podem continuar. Que credibilidade têm?

Blog Directory - Blogged